Publicidade

Publicidade

Arquivo de agosto, 2007

27/08/2007 - 00:01

Boletim OVNI #VII

Compartilhe: Twitter

OVNI fotografado no México
Data 12/05/2007
Local: Mérida, Yucatán, México

Esta foto foi tirada por Jorge Alberto Pérez Valencia, que usou a câmera de seu celular Sony Ericsson K300 para fotografar o que via no céu. De acordo com seu relato, ele estava dormindo quando ouviu estranhos barulhos metálicos que o fizeram levantar para dar uma olhada. Olhando diretamente de sua janela, ele viu o grande objeto cerca de 50 metros acima do solo de um terreno abandonado. Ele disse ainda que objetos voadores vêm sendo vistos nas proximidades de sua colônia.
Os investigadores informam que o Sr. Jorge é um humilde Chef de cozinha sem experiência em manipulação de imagens por computador. Disseram também que próximo ao local do avistamento existe um Cenote (poço sagrado dos Maias) e que durante a pavimentação da rua se encontraram pedras muito grandes e trabalhadas, parecidas com as vistas em sítios arqueológicos.
Análises preliminares feitas até o momento não indicaram evidência de fraude.

Fonte: Ana Luisa Cid

OVNI fotografado no Aeroporto da Cidade do México
Data: 08/06/2007 – 07:43 AM
Local: Cidade do México

A foto foi tirada pelo técnico em aviação José Camacho.
José Camacho utilizou a câmera de seu telefone Nokia 3250. Ele diz que quando tirou a foto não percebeu o objeto no céu. somente após revisar a série de fotos que havia feito é que percebeu o objeto.

Fonte: Ana Luisa Cid

Objeto desconhecido fotografado no México
Data 20/07/2007
Local: Rocky Point, México

Segue relato da testemunha:
“Eu vi este objeto a cerca de 1 milha de distância. Ele estava voando do Leste para o Oeste.
Eu tirei esta foto com uma câmera digital. Que eu saiba ninguém mais fotografou o objeto. Isso foi na praia de Rocky Point no México.”

Para ver a imagem original clique aqui

Fonte: MUFON RESEARCH

OVNI triangular fotografado nos EUA
Data: 02/08/2007 – 22:45 PM
Local: Minnesota, EUA

Segue relato da testemunha:
“Eu estava dirigindo e notei a luz vindo do horizonte em minha direção, notei que a luz não era uma “coisa normal” e parei o carro no acostamento. A coisa parecia estar vindo direto para cima de meu veículo, mas no último segundo fez uma curva fechada, quase em cima de mim. Eu abaixei o vidro para ouvi-la enquanto passava, ela fazia um barulho de ronco. Enquanto a nave baixava a asa para fazer a curva, eu tirei uma foto com meu telefone. O formato triangular do objeto só era aparente por esse ângulo. Ela então se nivelou e sumiu na escuridão à minha esquerda. Se movia muito rápido. O avistamento todo durou menos de um minuto.
A elevação, altura, velocidade, configuração de luzes me diz que não era um avião normal. Não diria que fosse alienígena, mas definitivamente era alguma coisa que eu não posso explicar e que nunca havia visto antes.”

Fonte: UFO Casebook

Formação de OVNIs similar a de Stratford, Inglaterra fotografada na Holanda
Data: 21/07/2007
Local: Helmond, Holanda

Segue relato da testemunha:
“A formação de OVNIs filmada sobre Stratford no Sábado 14/07 (ver post do dia 26/07/2007) foi também fotografada por mim, uma semana depois, sobre minha casa, no Sábado 21/07.
Aquelas luzes então não eram balões ou lanternas chinesas. Elas eram como pequenos objetos redondos e metálicos. 4 deles estavam em formação e 1 outro mais ao lado.
Eu estava fazendo fotos de “chemtrails” (rastros químicos deixados por aviões) naquela manhã e não vi os objetos a olho-nú. Quando estava passando as imagens para meu computador eu notei estes objetos em uma só imagem, e reconheci a formação de Stratford nela.
Desde então, muitos desses pequenos “orbs” estão aparecendo em minhas fotos. Eu quase não consigo tirar uma foto sem eles! E o mais curioso é que eu nunca os vejo no momento da fotografia, somente quando revejo as imagens. Então me parece que estamos lidando com objetos invisíveis durante o dia. Mas porquê eles aparecem em fotografias feitas com uma câmera normal? Isso é um pouco bizarro…”

Mr. Peter Duijsters,
Helmond, Netherlands

Fonte: UFO Casebook

Objeto desconhecido fotografado em Malta
Data: 01/08/2007
Local: Ilha de Malta

Segue relato da testemunha:
“Sou eu de novo da Ilha de Malta, esta foto foi tirada hoje (01/08/2007). Espero que a ache interessante. Devo dizer que quando tirei a foto eu não vi o objeto, só quando passei a foto para meu computador é que percebi o objeto. A data na foto está errada, a câmera está com a data desajustada.”

Fonte: UFO Casebook

OVNI fotografado em Michigan
Data 11/08/2007
Local: Michigan, EUA

Para ver a imagem original clique aqui (4.2 Mb)

Fonte: MUFON RESEARCH

Autor: - Categoria(s): Boletim OVNI Tags:
25/08/2007 - 00:01

Vácuo de 1 Bilhão de Anos-Luz impressiona Astrônomos

Compartilhe: Twitter

“Isto é 1000 vezes maior do que esperávamos ver em termos de um típico vácuo. É uma enorme surpresa.”
Lawrence Rudnick, Ph.D., Astrônomo

Um grupo de astrônomos da Universidade de Minnesota anunciou a descoberta de um enorme “buraco” no Universo, onde não há nem a matéria normal, que forma estrelas e galáxias, nem a invisível e misteriosa “matéria escura”. Embora estudos anteriores tenham mostrado “buracos”, ou vácuos, na estrutura em larga-escala do Universo, esta nova descoberta torna-os todos minúsculos.

“Ninguém encontrou antes um vácuo tão grande e também não esperávamos a descoberta”, disse Lawrence Rudnick, da Universidade de Minnesota, num comunicado no site do National Radio Astronomy Observatory.


A região azul marcada pelo círculo vermelho é uma região de 1 bilhão de anos-luz de tamanho onde a temperatura é próxima do zero absoluto (-273°C) e está a uma distância entre 5 a 10 bilhões de anos-luz da Terra. A região destacada em meio as emissões do Fundo de Radiação Cósmica é a região observada pelo satélite WMAP(Wilkinson Microwave Anisotropy Probe). As cores representam pequenas variações (partes em 100.000) acerca da temperatura média de 2.7°C acima do zero absoluto, com a cor azul sendo a mais fria. CRÉDITO: Rudnick et al., NRAO/AUI/NSF, NASA

Rudnick, Shea Brown e Liliya R. Williams revelam os detalhes num estudo que será publicado na revista Astrophysical Journal.

Os astrônomos sabem há anos que, em larga-escala, o Universo tem “buracos” amplamente vazios de matéria. Entretanto, a maioria deles são muito menores do que o descoberto por Rudnick e seus companheiros. Além disso, o número de vácuos descobertos diminui à medida que seu tamanho aumenta.

“O que descobrimos não é normal, baseando-se em estudos observacionais e em simulações em computador da evolução em larga-escala do Universo”, disse Williams.

Fontes: National Radio Astronomy Observatory
UOL Notícias

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
24/08/2007 - 14:47

Pesquisador acha cidade submersa no Japão

Compartilhe: Twitter

Uma expedição de um instituto de pesquisa japonês disse ter encontrado vestígios de uma civilização antiga na costa da ilha de Yonaguni, no sul do Japão.

Há muito tempo se procura uma cidade submersa conhecida como Mu ou Lemuria, que teria desaparecido no Oceano Pacífico há 4 mil anos atrás.

O professor Masaaki Kimura vem tentando provar a teoria há décadas, apesar de enfrentar o ceticismo de muitos colegas acadêmicos. “Pela disposição das ruínas, ela pode ter sido parecida com uma cidade romana antiga,” diz o especialista.

Ele acredita que havia um “arco do triunfo” ao lado de um coliseu e um santuário no topo de uma colina. Várias peças foram resgatadas no local, avistado pela primeira vez por turistas em 1985.

Kimura disse que está quase convencido de que “esta é uma civilização misteriosa que submergiu depois de um terremoto. A cidade não é o que os ocidentais descrevem como Mu, mas Mu ou o continente perdido de Atlântida poderiam ter sido moldados nela.”

O acadêmico japonês está determinado a continuar com suas expedições para desvendar os mistérios das rochas da costa de Yonaguni.

Fontes: Clique aqui para ver o vídeo da BBC Brasil no Último Segundo

Clique aqui para ver mais fotos

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
14/08/2007 - 09:00

Os incríveis "fakes" e o limite do olho humano

Compartilhe: Twitter

Mais 2 incríveis vídeos falsos, ou “fakes”, causam polêmica na internet. Em poucos dias, um dos vídeos, provavelmente feito em computação gráfica com o auxílio de um programa chamado Vue 6 (clique aqui para visitar a página de demonstração) e supostamente filmado no Haiti já contabiliza a incrível marca de mais de 1 milhão de espectadores virtuais. E, como sempre, muita polêmica entre os “prós” e os “contras”.

Fica a pergunta…O poder da computação gráfica atual põe em jogo a capacidade de distinção do olho humano? Como conseguir distinguir, nos dias de hoje, entre o falso e o real?

Clique aqui para ver o vídeo no You Tube

Clique aqui para ver uma análise do vídeo feita pelo site de Jeff Rense

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
09/08/2007 - 01:57

10 técnicas para desvendar casos de OVNIs

Compartilhe: Twitter

1. Primeiro tente se simpatizar com o assunto OVNI dizendo o quanto você gostaria de acreditar neles.

2. Então use a arma do ridículo: “Se OVNIs são reais, porquê ainda não pousaram no jardim da Casa Branca?”

3. Argumente que os vídeos e fotos de “alta-qualidade” na verdade não provam nada. É muuuuito fácil fabricar tais provas.

4. Insista também que os vídeos e fotos de “baixa-qualidade” também não provam nada. Argumente que tais provas poderiam ser “qualquer coisa”.

5. Quando confrontado com um caso incontestável de OVNI, concentre-se em apenas uma falha nas evidências reais do caso. Geralmente um único elemento inexato invalida o caso todo.

6. Diga que formas de vida extraterrestres só podem existir a milhares de anos-luz de distância. Afinal você é o “expert”!

7. Se isso não ajudar, convide um cético para lhe dar suporte e comece a falar de alucinações em massa, falhas no equipamento fotográfico e de vídeo, boatos, etc…

8. Ainda não funcionou? Exponha alguns casos fraudulentos para desvendar todos os outros. Isso geralmente funciona.

9. Se ainda assim as provas se recusam a ir embora, ataque os pesquisadores. Acuse-os de se beneficiarem financeiramente com suas pesquisas. (isso os machuca)

10. Não conseguiu? Não se preocupe…as pessoas tem memória curta. O OVNI no aeroporto de Chicago, os imensos OVNIs em Guernsey, O caso de Rendlesham, a Noite Oficial dos OVNIs, a Operação Prato? Psst!…Não os mencione novamente…Todos já se esqueceram!

Autor: - Categoria(s): revelação Tags:
03/08/2007 - 18:22

Criação de crop-circle é flagrada por investigadores

Compartilhe: Twitter

Formação de 1033 pés (313 mts) de extensão, em East Field, Wiltshire, Inglaterra, apareceu em um período de apenas 90 minutos.

Investigadores apresentaram vídeo e evidências de testemunhas oculares em conferência de imprensa em Wiltshire, ocorrida em 19 de Julho de 2007.

“Nós fomos os primeiros a chegar à formação às 04:00hs em 7 de Julho após termos visto o brilhante flash de luz. Os círculos no trigo estavam a 15 centímetros do solo, então quando andamos neles as plantas se quebravam sob nossos pés como delicados cristais.” – Gary King

O investigador Gary King estava fazendo uma vigília com sua namorada, Paula Presdee-Jones, em Alton Priors, Wiltshire, Inglaterra e lá encontrou com o também investigador Winston Keech que havia montado 5 câmeras no local, apontando para diferentes direções, sendo 2 câmeras com capacidade infravermelha no teto de seu Jeep, todas conectadas a vídeo-gravadores VHS com fitas de 4 horas de duração.

Segundo conta King, eles estavam conversando empolgados, sobre o universo e suas maravilhas, perto do Jeep, no topo do morro Knap por volta das 03:00hs quando viram um enorme flash de luz que iluminou todo o local como se fosse um gigante flash fotográfico. Apenas a câmera apontada para East Field captou algo, um tipo de pulso eletromagnético, as 3 outras câmeras montadas em um morro próximo haviam ficado sem fita, ironicamente por conta do descuido do investigador Winston, empolgado que estava com a conversa entre eles.

King diz que os círculos menores tinham entre 60 e 75 centímetros de diâmetro e que iam ficando maiores em direção ao centro, o maior chegou a atingir 50 metros de diâmetro. Ele diz que o campo onde foi feita a formação é irregular, e que os círculos são na verdades ovais, mas que vistos do alto se tornam perfeitamente circulares, o que torna o fato ainda mais verídico, por ser impossível que humanos façam algo tão geometricamente calculado em tão pouco tempo.

Abaixo vídeo realizado pelos investigadores:

Abaixo fotogramas capturados pela câmera de vídeo:

Para ler a matéria e as entrevistas com os investigadores clique aqui (em Inglês)

Fonte: Earthfiles.com

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
Voltar ao topo