Publicidade

Publicidade

Arquivo de maio, 2008

30/05/2008 - 11:55

Boletim OVNI #XVI

Compartilhe: Twitter

Homem mostra filmagem de alienígena

Um homem que está tentando criar uma comissão para lidar com alienígenas do espaço disse ter provas de que eles existem. Ele mostrou o vídeo à imprensa nesta sexta-feira.

O vídeo em preto e branco foi filmado por Stan Romanek em Nebraska em Julho de 2003.

O morador de Denver, Jeff Peckman, acredita que o vídeo é “evidência irrefutável” de visitação alienígena.

“Ele tem um pouco da aparência do ET (do filme de Spielberg) que eu me lembre, mas a pele é muito mais suave, sem aquelas rugas profundas. De olhar muito gentil, benevolente, um tipo de aparição suave”, disse Peckman descrevendo o vídeo.

Jerry Hofmann, um profissional com mais de 30 anos de experiência em produção e edição de filmes e vídeos e instrutor na Escola de Filmes de Colorado, viu a filmagem e disse que acredita que o vídeo seja autêntico e que o alienígena não é um boneco, nem parte de nenhum efeito especial.

Hofmann disse que pessoas que trabalham no setor de “animatrônicos” de Hollywood viram o vídeo e disseram que um boneco elaborado assim custaria cerca de US$50.000.

“Romanek vive em uma precária pensão do governo, ele tem mulher e 3 filhos, ele não tem dinheiro. Eu não acho que ele fraudou isso, Eu acredito que o que temos aqui é a coisa real”, disse Hofmann.

Para ler a matéria completa clique aqui

Fontes: The Denver Channel
Rocky Mountain News

Disco Voador filmado no Texas. Provavelmente feito em computação gráfica.

Objeto estranho fotografado em Knight’s Ferry
Data: 17/04/2008
Local: Knight’s Ferry, Califórnia

Segue relato da testemunha:
“Estava tirando uma foto de um homem de pé junto à uma grande árvore em cima de uma colina. Não notei nada anormal no céu até que revi minhas fotos dias mais tarde. Ao notar o objeto na imagem a ampliei o quanto pude. Notei que o objeto não deixa uma sombra no chão, o que pode indicar que está atrás da colina e não em cima dela. O objeto parece refletir a luz do Sol. O homem na colina parece não notar o objeto, já que ele e seu cachorro seguiram seu caminho até a parte superior da colina.”

Fonte: UFO Casebook

Objeto estranho fotografado sobre o Rio Arno
Data: 04/04/2008
Local: Florença, Itália

Segue relato da testemunha:
“Eu estava de férias em Florença, Itália, e no final da manhã tirei uma foto do Rio Arno, que atravessa a cidade. Eu não percebi o que acontecia no céu. Em meu retorno à Inglaterra, Eu transferi as fotos para meu computador e imprimi a do Rio Arno. Eu fiquei surpreso ao ver que a foto incluía uma “coisa” claramente observável no céu. Eu ampliei a foto, e parece ser um OVNI. Todos que viram a foto disseram que não pode ser um helicóptero, balão ou avião. Eu espero que isso seja do seu interesse, talvez Eu esteja somente gastando o seu tempo”

Fontes: MUFON

Objeto estranho fotografado por leitor no Uruguai
Data: 01/04/2008
Local: Uruguai

Segue relato do leitor:
“Oi, meu nome é Igor, há algumas semanas enviei uma foto que
foi tirada quando eu voltava de uma viagem no Uruguai. A foto foi
tirada no feriado do dia 01/04. Não recebi nenhuma resposta de vocês do blog sobre a imagem e acabei deixando passar o fato com o tempo. Como fazia um tempo que não entrava no blog, essa noite eu acessei a pagina e vi que no dia 02/04, uma tal “Pat” teria tirado uma foto no Uruguai e depois visto um objeto nela. Eu sei que as imagens não são muito parecidas, mas teria de fato alguma conexão entre as duas. Eu vi que o horario que ambas foram tiradas era próximo, logo quando o sol estava se pondo, pois era o por-do-sol que eu fotografava. Espero receber qualquer resposta de vocês, realmente, aguardo ansioso.”

Em resposta ao meu e-mail o leitor escreveu:

“Com relação a sua pergunta de ter notado algo estranho no dia, não
notei no ambiente, mas levando em conta a pergunta, lembro de ter
ficado com uma dor de cabeça terrível na tarde daquele dia. A dor
tornou a voltar durante uma semana, mesmo com rémedios ela não
passava. Após a semana da viagem, as dores sumiram, não sei se pode
ser alguma relação, mas como foi perguntado, é o que eu notei de
estranho no dia.”

Autor: - Categoria(s): Boletim OVNI Tags:
15/05/2008 - 20:40

Grã-Bretanha abre arquivos secretos sobre OVNIs

Compartilhe: Twitter

O governo britânico começou a liberar para o público seus arquivos secretos sobre aparições de OVNIs.

Os primeiros oito arquivos, que podem ser baixados do site dos Arquivos Nacionais da Grã-Bretanha, cobrem os anos de 1978 a 1987 e trazem inúmeras gravuras e relatos de pessoas que dizem ter visto ou tido contato com objetos e seres extraterrestres.

O Ministério da Defesa espera liberar todos os documentos, cerca de 200 no total, nos próximos quatro anos.

Um dos arquivos relata a experiência de um homem que contou em detalhes os encontros que teve com “homenzinhos verdes” desde criança.

Ele afirma que um deles, chamado Algar, foi morto em 1981 por uma outra raça de extraterrestres quando estava prestes a fazer contato com o governo britânico.

Outra testemunha jurou ter visto um disco voador pairando sobre a ponte de Waterloo, em pleno centro de Londres.

Um dos documentos ainda traz o depoimento de um homem de 78 anos que contou ter conhecido seres extraterrestres no condado de Hampshire, em 1983. Ele contou ter entrado no disco voador e conversado com eles.

Ao descobrirem sua idade, os E.Ts teriam lhe dito: “Pode ir, você é velho demais para o que a gente precisa”.


Desenho feito por homem de 78 anos, que disse ter entrado no disco e conversado com ETs

Coisas estranhas

Apesar de afirmar que “há coisas estranhas que rondam pelo céus da Grã-Bretanha”, o ministério da Defesa diz que “não há evidências de que naves extraterrestres tenham pousado neste planeta”.

De acordo com o especialista em assuntos de segurança da BBC Oliver Conway, o governo sempre deu atenção a qualquer relato sobre objetos voadores não identificados por questões de segurança.

Desde 1950, o ministério da Defesa acredita ter recebido relatos de cerca de 11 mil aparições.

Muitas delas, diz o governo, são na verdade queima de lixos espaciais quando entram na atmosfera, estranhas formações de nuvens e balões meteorológicos.

Os investigadores ainda notaram que o número de aparições dobrou em 1977 depois do lançamento do filme Contatos Imediatos do Terceiro Grau, de Steven Spielberg.

Clique para acessar o site dos Arquivos Nacionais do Governo Britânico (PDF em Inglês)

Clique para acessar os arquivos de OVNIs no site do M.O.D (PDF em Inglês)

Fonte: BBC Brasil.com

Autoridades incapazes de explicar 10% dos casos de OVNIs

Não foi por falta de procurar, mas o que é facto é que as autoridades britânicas foram incapazes de justificar 10% dos avistamentos de objectos voadores não identificados (OVNI) em várias partes do Reino Unido.

Estes e outros dados constam dos documentos, agora disponibilizados pelo Arquivo Nacional britânico, referentes aos anos de 1978 a 1987, onde é possível encontrar relatos à altura dos Arquivos Secretos.

É o caso do avistamento de uma suposta nave espacial em Wallasey, centro de Inglaterra ou da identificação de um OVNI sobre a ponte de Waterloo, em plena capital inglesa.

«Os avistamentos são, muito provavelmente, uma má identificação de luzes de aeronaves e meteoritos», explicou Nick Pope, um dos funcionários do Ministério da Defesa encarregue da investigação deste tipo de situação.

E mesmo não tendo sido encontrados vestígios de quaisquer homenzinhos verdes, casos existiram de situação difíceis de explicar.

Como o de um homem que explicou, com todos os detalhes, os «contactos físicos e psíquicos» que manteve com extraterrestres desde tenra idade. Referiu o indivíduo que um dos ETs, a quem chamava de Algar, foi morto em 1981, quando se preparava para contactar o governo de Sua Majestade.

Os documentos estão, segundo a Lei de Liberdade de Informação, disponíveis para consulta pública.

Fonte: Destak Portugal

Autor: - Categoria(s): avistamento, contato imediato, Disco Voador, vida extraterrestre inteligente Tags: ,
14/05/2008 - 07:00

Vaticano admite que pode haver vida fora da Terra

Compartilhe: Twitter

Diretor de observatório da Santa Sé diz que não se pode limitar ação criadora de Deus.

Da BBC

O diretor do observatório astronômico do Vaticano, padre José Gabriel Funes, afirmou que Deus pode ter criado seres inteligentes em outros planetas do mesmo jeito como criou o universo e os homens.

“Como existem diversas criaturas na Terra, poderiam existir também outros seres inteligentes, criados por Deus”, disse o diretor do observatório conhecido como Specola Vaticana.

“Isso não contradiz nossa fé porque não podemos colocar limites à liberdade criadora de Deus”, acrescentou Funes, em entrevista ao jornal L’Osservatore Romano, órgão oficial de imprensa da Santa Sé.

Na entrevista ao jornal do papa, o padre Funes, jesuíta argentino de 45 anos de idade, cita São Francisco ao dizer que possíveis habitantes de outros planetas devem ser considerados como nossos irmãos.

“Para citar São Francisco, se consideramos as criaturas terrestres como ‘irmão’ e ‘irmã’, por que não poderemos falar tambem de um ‘irmão extraterrestre’?”, pergunta o padre. “Ele tambem faria parte da criação.”

Perspectiva

Na opinião do astrônomo do Vaticano, podem haver seres semelhantes a nós ou até mais evoluídos em outros planetas, ainda que não haja provas da existência deles.

“É possível que existam. O universo é formado por 100 bilhões de galáxias, cada uma composta de 100 bilhões de estrelas, muitas delas ou quase todas poderiam ter planetas”, afirmou Funes.

“Como podemos excluir que a vida tenha se desenvolvido também em outro lugar?”, acrescentou. “Há um ramo da astronomia, a astrobiologia, que estuda justamente este aspecto e fez muitos progressos nos últimos anos.”

Segundo o cientista, estudar o universo não afasta, mas aproxima de Deus porque abre o coração e a mente e ajuda a colocar a vida das pessoas na “perspectiva certa”.

Padre Funes diz ainda que teorias como a do Big Bang e a do evolucionismo de Darwin, que explicam o nascimento do universo e da vida na Terra sem fazer relação com a existência de Deus, não se chocam com a visão da Igreja.

“Como astrônomo, eu continuo a acreditar que Deus seja o criador do universo e que nós não somos o produto do acaso, mas filhos de um pai bom”, afirma.

“Observando as estrelas, emerge claramente um processo evolutivo, e este é um dado cientifico, mas não vejo nisso uma contradição com a fé em Deus.”

Ateísmo

Na visão do religioso, estudar astronomia não leva necessariamente ao ateísmo.

“É uma lenda achar que a astronomia favoreça uma visão atéia do mundo”, disse o padre. “Nosso trabalho demonstra que é possível fazer ciência seriamente e acreditar em Deus. A Igreja deixou sua marca na história da astronomia.”

Diretor da Specola Vaticana desde 2006, padre Funes lembrou na entrevista que astrônomos do Vaticano fizeram importantes descobertas como o “raio verde”, o rebaixamento de Plutão e trabalhos em parceria com a Nasa, por meio do centro astronômico do Vaticano em Tucson, nos Estados Unidos.

A sede do observatório do Vaticano se localiza em Castelgandolfo, cidade próxima de Roma, onde fica situado o palácio de verão do papa, desde 1935.

O interesse dos pontífices pela astronomia surgiu com o papa Gregório 13, que promoveu a reforma do calendário em 1582, dividindo o ano em 365 dias e 12 meses e introduzindo os anos bissextos.

Fonte: G1

Astronautas do Endeavour estão convencidos de que há vida extraterrestre

TÓQUIO (AFP) – O homem descobrirá novas formas de vida no universo se mantiver a exploração do espaço, disseram nesta segunda-feira os astronautas da missão espacial Endeavour em uma coletiva de imprensa em Tóquio.

“Se nos aventurarmos longe o suficiente, estou seguro de que descobriremos algo lá em cima”, disse Mike Foreman, um dos sete membros da tripulação da nave que retornou à Terra em março.

“É difícil acreditar que não haja vida em alguma parte deste imenso universo, mesmo se não for tão evoluída como a nossa”, acrescentou.

Os astronautas, que passaram 16 dias a bordo do Endeavour, reconheceram no entanto que nunca viram nada de inexplicável.

“Creio que encontraremos algo que não poderemos explicar”, declarou Gregory Johnson, acrescentando que “provavelmente, há algo lá em cima”, embora pessoalmente “nunca tenha visto”.

Dominic Gorie, comandante da missão que já realizou quatro vôos espaciais, lembrou que os exploradores não sabiam de antemão se descobririam algo quando viajassem pelos oceanos.

“Quando viajamos através do espaço também não sabemos o que encontraremos. Essa é a beleza das missões. Espero que um dia possamos descobrir algo que não entendemos”, assegurou.

No entanto, uma descoberta deste tipo de vida extraterrestre poderá estar distante, comentou Richard Linnehan, um astronauta que está convencido de que existe vida fora da Terra.

“Infelizmente só damos passos de bebê na descoberta do espaço”, lamentou.

Takao Doi, o astronauta japonês que também viajou no Endeavour, declarou que compartilha as opiniões de seus companheiros e acrescentou que “deve existir uma vida como a nossa” em alguma parte do universo.

Fonte: Yahoo Notícias

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
Voltar ao topo