Publicidade

Publicidade

Arquivo da Categoria vida extraterrestre inteligente

17/07/2009 - 08:00

O "Cocar de Quetzlcoatl" e os misteriosos "Loiros Gigantes"

Compartilhe: Twitter

Sargento de polícia reporta o avistamento de três “gigantes loiros” em recente crop circle em Silbury Hill, Inglaterra.

“O policial disse que os homens gigantes se moviam muito rápido, como quando você acelera um vídeo no DVD em alta velocidade”
– Andy Russell, Investigador

Esta locação é conhecida por acontecimentos bizarros.

Esta é a mesma locação onde em 23 de maio de 1994, quatro investigadores (incluindo um físico nuclear) visitando um crop circle, testemunharam uma intensa atividade militar momentos antes de experimentarem um ‘tempo perdido’ de 45 minutos. Eles apresentaram marcas vermelhas em seus pescoços e severos sangramentos no nariz horas depois. Também é o lugar onde se deu uma operação militar secreta em 1990. Foi sobre aqueles campos que o Exército filmou um “Orb” enorme e não identificado até hoje.

Três dias após o aparecimento de um crop circle nomeado de “Cocar de Quetzalcoatl”, em referência ao Deus dos Maias, Astecas e Toltecas, um sargento de polícia que não deseja ser identificado afirma que estava dirigindo na estrada “Roman Road” quando viu três figuras perto da formação. Em princípio pensou se tratar de oficiais legistas porque eles estavam vestidos com sobretudos brancos com capuzes abaixados sobre as costas. Ele parou seu carro e se aproximou do campo.

As figuras tinham ‘bem mais’ de 6 pés (1.8 mts) de altura e cabelos loiros. Eles pareciam inspecionar a plantação. Quando chegou à borda do campo, ele ouviu o que acredita ser um som similar a eletricidade estática. O barulho crepitante parecia correr através do campo e a plantação parecia se mover suavemente como se acompanhasse o movimento do som. Ele sentiu os pêlos em seus braços e pescoço se eriçarem. Ele gritou para as figuras que primeiramente o ignoraram, nem olhando para ele. Quando ele tentou entrar no campo, eles o viram e começaram a correr. Ele disse que eles “corriam mais rápido do que qualquer homem que Eu tenha visto. Eu não sou lerdo, mas eles se moviam muito rápido. Eu desviei o olhar por um segundo e quando olhei novamente eles já haviam desaparecido. Eu fiquei então com medo. O barulho ainda estava ali, mas eu me senti ameaçado e corri para o carro. Pelo resto do dia Eu tive uma dor de cabeça fortíssima que não passava de jeito nenhum.”

O “Cocar de Quetzlcoatl” tem cerca de 350 pés (115 mts) de diâmetro e foi descoberto em 5 de julho de 2009, por volta das 04:30 hs por uma equipe de documentaristas que acampava no topo do milenar e místico morro de Silbury Hill. (acima da foto)

—-

Nota do blog: Por apresentarem algumas similaridades este caso me lembrou de outro, ocorrido na Polônia em 2003, que eu traduzi há mais de 2 anos atrás e pode ser lido clicando aqui

Fonte: Colin Andrews Research

Autor: - Categoria(s): avistamento, crop circle, vida extraterrestre inteligente Tags: ,
09/02/2009 - 11:49

Cientista estima que exista vida inteligente em 38 mil planetas

Compartilhe: Twitter

Da BBC Brasil

05/02/2009

Há civilizações inteligentes fora da Terra e elas poderiam estar presentes em até quase 40 mil planetas, segundo novos cálculos feitos por Duncan Forgan, um astrofísico da Universidade de Edimburgo, na Escócia.
A descoberta de mais de 330 planetas fora de nosso sistema solar nos últimos anos, ajudou a redefinir o provável número de planetas habitados por alguma forma de vida, segundo um artigo de Forgan publicado na revista especializada “International Journal of Astrobiology”.

As atuais pesquisas estimam que haja pelo menos 361 civilizações inteligentes em nossa galáxia, e possivelmente 38 mil fora dela.
Mesmo que haja quase 40 mil planetas com vida, no entanto, é muito pouco provável que seja estabelecido qualquer contato com vida alienígena.
Pesquisadores apresentam estimativas de vida inteligente fora da Terra com frequência, mas é um processo quase que de adivinhação – estimativas recentes variam entre um milhão e menos de um planeta com alguma forma de vida.
“É um processo para quantificar nossa ignorância”, disse Forgan.
Simulações
Em seu artigo, Forgan conta que criou uma simulação de uma galáxia parecida com a nossa, permitindo que ela desenvolva sistemas solares baseados no que se conhece a partir da existência dos planetas fora do nosso sistema solar – os chamados exoplanetas.
Esses mundos alienígenas simulados foram então submetidos a três cenários diferentes.
O primeiro cenário parte da premissa de que o surgimento da vida é difícil, mas sua evolução é fácil. Neste caso, haveria 361 civilizações inteligentes na galáxia.
O segundo parte do princípio de que a vida pode surgir facilmente, mas sua evolução para vida inteligente seria difícil. Nessas condições, a estimativa é de que haveria 31.513 outros planetas com alguma forma de vida.
O terceiro caso examina a possibilidade de que a vida poderia ter passado de um planeta para outro durante colisões de asteroides – uma teoria popular de como a vida surgiu na Terra.
Neste caso, a estimativa é de que haveria 37.964 civilizações inteligentes.
Suposições
Se, por um lado, a descoberta de novos planetas distantes e desconhecidos pode ajudar em uma estimativa mais precisa sobre o número de planetas semelhantes à Terra, algumas variáveis nesses cálculos continuarão sendo meras suposições.
Por exemplo, o tempo entre a formação de um planeta e o surgimento das primeiras formas de vida, ou deste momento até a existência de vida inteligente, são grandes variáveis em uma suposição geral.
Nesses casos, afirma Forgan, teremos que continuar partindo do princípio de que a Terra não é uma exceção.
“É importante nos darmos conta de que o quadro que construímos ainda está incompleto”, disse o astrofísico.
“Mesmo que existam formas de vida alienígenas, nós não necessariamente conseguiremos fazer contato com elas, e não temos nenhuma ideia de sua forma.”
“A vida em outros planetas pode ser tão variada como na Terra e não podemos prever como são as formas de vida inteligente de outros planetas, ou como elas se comportam”, conclui.

Fonte: UOL Ciência e Saúde

Autor: - Categoria(s): ciência, cosmologia, Sem categoria, universo, vida extraterrestre inteligente Tags: , , , , , ,
15/05/2008 - 20:40

Grã-Bretanha abre arquivos secretos sobre OVNIs

Compartilhe: Twitter

O governo britânico começou a liberar para o público seus arquivos secretos sobre aparições de OVNIs.

Os primeiros oito arquivos, que podem ser baixados do site dos Arquivos Nacionais da Grã-Bretanha, cobrem os anos de 1978 a 1987 e trazem inúmeras gravuras e relatos de pessoas que dizem ter visto ou tido contato com objetos e seres extraterrestres.

O Ministério da Defesa espera liberar todos os documentos, cerca de 200 no total, nos próximos quatro anos.

Um dos arquivos relata a experiência de um homem que contou em detalhes os encontros que teve com “homenzinhos verdes” desde criança.

Ele afirma que um deles, chamado Algar, foi morto em 1981 por uma outra raça de extraterrestres quando estava prestes a fazer contato com o governo britânico.

Outra testemunha jurou ter visto um disco voador pairando sobre a ponte de Waterloo, em pleno centro de Londres.

Um dos documentos ainda traz o depoimento de um homem de 78 anos que contou ter conhecido seres extraterrestres no condado de Hampshire, em 1983. Ele contou ter entrado no disco voador e conversado com eles.

Ao descobrirem sua idade, os E.Ts teriam lhe dito: “Pode ir, você é velho demais para o que a gente precisa”.


Desenho feito por homem de 78 anos, que disse ter entrado no disco e conversado com ETs

Coisas estranhas

Apesar de afirmar que “há coisas estranhas que rondam pelo céus da Grã-Bretanha”, o ministério da Defesa diz que “não há evidências de que naves extraterrestres tenham pousado neste planeta”.

De acordo com o especialista em assuntos de segurança da BBC Oliver Conway, o governo sempre deu atenção a qualquer relato sobre objetos voadores não identificados por questões de segurança.

Desde 1950, o ministério da Defesa acredita ter recebido relatos de cerca de 11 mil aparições.

Muitas delas, diz o governo, são na verdade queima de lixos espaciais quando entram na atmosfera, estranhas formações de nuvens e balões meteorológicos.

Os investigadores ainda notaram que o número de aparições dobrou em 1977 depois do lançamento do filme Contatos Imediatos do Terceiro Grau, de Steven Spielberg.

Clique para acessar o site dos Arquivos Nacionais do Governo Britânico (PDF em Inglês)

Clique para acessar os arquivos de OVNIs no site do M.O.D (PDF em Inglês)

Fonte: BBC Brasil.com

Autoridades incapazes de explicar 10% dos casos de OVNIs

Não foi por falta de procurar, mas o que é facto é que as autoridades britânicas foram incapazes de justificar 10% dos avistamentos de objectos voadores não identificados (OVNI) em várias partes do Reino Unido.

Estes e outros dados constam dos documentos, agora disponibilizados pelo Arquivo Nacional britânico, referentes aos anos de 1978 a 1987, onde é possível encontrar relatos à altura dos Arquivos Secretos.

É o caso do avistamento de uma suposta nave espacial em Wallasey, centro de Inglaterra ou da identificação de um OVNI sobre a ponte de Waterloo, em plena capital inglesa.

«Os avistamentos são, muito provavelmente, uma má identificação de luzes de aeronaves e meteoritos», explicou Nick Pope, um dos funcionários do Ministério da Defesa encarregue da investigação deste tipo de situação.

E mesmo não tendo sido encontrados vestígios de quaisquer homenzinhos verdes, casos existiram de situação difíceis de explicar.

Como o de um homem que explicou, com todos os detalhes, os «contactos físicos e psíquicos» que manteve com extraterrestres desde tenra idade. Referiu o indivíduo que um dos ETs, a quem chamava de Algar, foi morto em 1981, quando se preparava para contactar o governo de Sua Majestade.

Os documentos estão, segundo a Lei de Liberdade de Informação, disponíveis para consulta pública.

Fonte: Destak Portugal

Autor: - Categoria(s): avistamento, contato imediato, Disco Voador, vida extraterrestre inteligente Tags: ,
14/03/2007 - 01:28

Incrível relato de um Contato Imediato de 3° Grau ocorrido na Polônia

Compartilhe: Twitter

Traduzi uma matéria produzida pela ufóloga Nancy Talbott e publicada no site BLT Research. Trata-se de um incrível Contato Imediato de 3° Grau ocorrido em Agosto de 2003, em Szczecinek, Polônia, com evidência direta de um OVNI deixando marcas em uma plantação, o famoso “crop-circle”.

Por Nancy Talbott

Relatório de Campo: Marcas de aterrissagem de OVNI = crop-circle

Em 26 de Abril de 2004 o site Rense.com postou uma ocorrência intrigante vinda de Brian Vike (HBCC UFO Research) sobre um “encontro imediato de 3° grau” ocorrida 8 meses antes, em uma área rural do Norte da Polônia. (Fonte de Vike: Tomek Wierszalowicz).

Meu grande interesse foi o fato de que a testemunha havia descoberto áreas achatadas de plantação no campo após o OVNI partir. Vários círculos formando uma configuração nas fotografias obtidas eram idênticas aos chamados “crop-circles”(círculos de plantação). Seria esta a primeira evidência clara de que são os OVNIs os causadores diretos de ao menos alguns dos “crop-circles”?

Em Outubro de 2006 eu me encontrei com a testemunha ocular em uma conferência em Warsaw onde nós conversamos e depois gastamos um dia inteiro em uma viagem à Zdany(onde membros do Grupo Nautilus e eu estávamos investigando outro incidente de OVNI). Os tradutores presentes na Conferência Nautilus eram excelentes, e o subseqüente questionamento intensivo feito por mim para o Sr.Chacinski e seu amigo Zbyszek Kalisiak (traduções aprofundadas neste texto feitas por Less Hodun) revelaram algumas correções em relação ao texto original, assim como muitos detalhes adicionais.
Estou convencida da honestidade total do Sr. Chacinski e sua habilidade para recontar precisamente os detalhes deste incidente, e também percebi que os “crop-circles” – que eu sempre achei que não fossem relacionados aos OVNIs – algumas vezes são.
Em seguida está uma compilação do texto original, já com os novos detalhes fotos e ilustrações

Lech Chacinski é um motorista de caminhão que vive em Wierzchowo, Polônia com sua mulher e crianças. Na manhã de 11 de Agosto de 2003, ele saiu para trabalhar às 4:20 da manhã, mas ao chegar à uma ponte perto de Szczecinek ele observou 3 figuras (em formação triangular, um à frente dois atrás) na frente dele na estrada – a figura na frente com sua mão levantada como em um cumprimento. Ao frear seu carro, o trio andou até ele, e ele achou que fossem homens vestidos em trajes similares ao de astronautas. Entretanto, ao chegarem perto da janela do motorista ele percebeu que havia algo “extraordinariamente perturbante” neles.

Sentindo-se quase congelado à aproximação do primeiro humanóide(Lech o chamou de “líder”) do triângulo em sua janela, Lech pôde ver um capacete escuro com um visor feito de algum material transparente, através do qual ele viu 2 grandes (3cm de diâmetro) olhos redondos e negros mas não viu outros detalhes faciais. Ao perceber plenamente o que estava acontecendo, Chacinski quis fugir dirigindo imediatamente, mas um cegante “facho de luz” disparou de uma câmara retangular acima do capacete do “líder” e Chacinski perdeu a consciência.

Quando ele a recobrou alguns momentos após ele se sentiu “calmo” e sabia que o “líder” estava falando com ele telepaticamente e que ele não devia se assustar. Ele ouviu a questão: “Você nos ouviu?” e mentalmente respondeu “sim”, após isso lhe foi dito que descesse do veículo, o que ele fez relutantemente.

Lech, descreveu as entidades como sendo do tamanho de humanos altos (aprox. 190 cm), com forma humana básica (2 braços, 2 pernas, torso e cabeça), usavam um macacão bem justo de um material grosso, cinzento e elástico. Ele diz que estes macacões pareciam ser “inflados de dentro para fora” e eram “integrados com seus sapatos e luvas”. Em seus capacetes havia um tipo de banda em volta da testa que tinha uma fonte de luz no centro e no topo havia algo que Chacinski descreveu como um aparelho de comunicação. Ele não viu nenhuma insígnia nas roupas, mas em seus peitos havia um painel retangular e quadriculado com 7 linhas de luzes coloridas diferentes. Ele não se lembra a combinação das cores, mas diz que as luzem caíam em seqüencia, uma por uma, como uma fonte. Eles também tinham mochilas nas costas que pareciam com as usadas por astronautas.

Durante os aproximadamente 15 minutos do encontro, Lech, telepaticamente percebeu muitas questões colocadas a ele pelos seres. “De que material seu veículo é feito?” “Como isso funciona?” “Que tipo de combustível usa?”. O Sr. Chacinski fez o seu melhor para responder e notou que eles expressavam surpresa quando ouviam como o veículo operava. Eles também mostraram interesse em sua roupa em particular no cinto e sapatos. [Este detalhe é de grande interesse, seres encontrados em outro caso de contato na Polônia(a ser apresentado separadamente) também mostraram grande interesse nos cintos e sapatos da testemunha]

O “líder”(que foi o único a se comunicar) disse então que eles tinham vindo deixar uma mensagem ao habitantes da Terra e Lech sentiu que estava sendo encarregado de espalhar ao máximo esta mensagem.

Em essência a mensagem era de que devemos tomar conta de nós e de nosso planeta e que se continuássemos a desrespeitar as leis da Natureza, o resultado seria catastrófico. Porquê este encontro, e essa mensagem -aparentemente sobre o ambiente- foi entregue à Lech, ele não faz nenhuma idéia. O Sr. Chacinski, conseguiu aparentemente perguntar apenas uma coisa destes seres: “De onde vocês são?” à qual eles responderam “Oitava Galáxia”. Eles também lhe disseram que retornariam, embora não tenham dado detalhes de quando, onde e por qual propósito.

Realmente impressionado pelo presente encontro, Chacinski então assistiu aos seres levitarem cerca de 3 metros no ar e flutuarem através do campo adjacente a estrada para um “sólido disco de metal” afastado cerca de 300 mts(o qual ele não havia percebido até então). Lech calcula que o corpo do OVNI tinha aproximadamente 50 metros de largura por 20 mts de altura(as “pernas” sendo embaixo do corpo da nave).

Haviam 3 linhas de janelas coloridas individuais na metade superior do OVNI e 3 armações de 5 mts de comprimento, como vigas-mestra, que eram os pés da nave, cada uma delas terminava em 2 apoios redondos que aparentemente nivelavam o OVNI no terreno irregular no topo do monte. [Lech não está absolutamente certo de que os pés tocavam o solo]
No topo do OVNI havia uma câmara opaca e duas “antenas”. Os seres aterrissaram perto da nave e andaram até um ponto onde um “facho muito forte de uma luz branca-azulada” disparou de uma abertura redonda que abriu embaixo da nave. Este “facho de luz” levou os três seres para dentro do OVNI, após isso acontecer a porta se fechou e uma nuvem colorida envelopou a nave.

O disco então flutuou sobre o solo cerca de 50 mts, parou brevemente, (a fumaça então se dissipou) e então foi embora num ângulo de 70° Graus em direção à Sudeste, fazendo um barulho sibilante como “ssssssss”.

Após a partida do disco uma marca de múltiplos círculos pôde ser vista no campo, nos quais as plantas estavam enroladas e achatadas, com círculos menores exatamente nas áreas aonde o Sr. Chacinski viu os pés da nave.

Ao  voltar para o carro após o disco ter partido um conhecido de Chacinski parou próximo a ele, perguntando se ele precisava de ajuda. Dizendo que não, que estava bem, Lech então percebeu que ele não havia visto outros carros passando durante o incidente todo e se perguntou se de alguma forma os humanóides teriam causado isso.

Ele foi trabalhar e a príncipio não disse nada aos colegas sobre o incidente. Ele, no entanto, ligou para a polícia anonimamente para reportar o “crop-circle” e então foi para casa por um tempo e contou à sua mulher sobre a experiência. Eles discutiram sobre o que fazer, em particular sobre a “mensagem” que ele havia recebido. Lech diz que não queria falar nada sobre o encontro matutino.

Mas, naquela tarde, de volta ao trabalho, ele decidiu notificar a polícia novamente, desta vez identificando-se e descrevendo o evento inteiro. Ele também contou aos seus colegas e outros, sofrendo as subseqüentes ridicularizações e “tempos muito ruins”, com muitas pessoas rindo dele e fazendo graça de seu relato.

Lech retornou ao “crop-circle” no dia seguinte com seus dois filhos, sua filha e o marido dela e andou no grande círculo interno. Após alguns minutos dentro do círculo ele novamente experenciou um momento “tão ruim quanto quando foi cegado pelo facho de luz do “líder”, mas desta vez ele não perdeu a consciência. 

Durante 3 ou 4 meses seguintes ao encontro ele diz que sentiu extraordinariamente “tranqüilo” e desinteressado em brigas ou levantar sua voz, uma mudança também notada por sua mulher e amigos.

Baseado em duas novas fotos obtidas, abaixo (assumindo que a altura do homem no centro do círculo seja de cerca de 2 mts de pé), eu medi o círculo do meio como tendo 22 metros de diâmetro. Se a estimativa do Sr. Chacinski estiver correta, o “crop-circle” inteiro estava sob o OVNI.

Até onde sabemos esse é primeiro relato detalhado de um OVNI “sólido” e de seres “humanóides” diretamente associados à criação de um “crop-circle”. Outros testemunhos contam de fenômenos aéreos iluminados criando “crop-circles”.

Para mim, tendo agora encontrado e gasto um tempo considerável com Lech e alguns de seus amigos, este relato resolve qualquer dúvida que houve um OVNI envolvido na criação deste “crop-circle”. E também me parece que os OVNIs -o que quer que sejam- tem associação mais direta do que eu pensava com os “crop-circles”.

Isto significa que todos os “crop-circles” são causados por OVNIs? A maioria dos pesquisadores de “crop-circles” que eu conheço não acham isso. E se, isso indica então que há muitos agente causadores, bem, começa a parecer que qualquer compreensão profunda deste bizarro fenômeno pode ser mais elusiva do que primeiramente era suspeito.

P.s. – Na transcrição final de Less Hodun sobre o encontro de Chacinski, ele incluiu uma questão que havia perguntado um ano ou mais antes e a resposta de Lech. Eles estavam sentados em um café após um simpósio em Police, Polônia. O sr. Hudon perguntou se Lech já havia experienciado alguma situação não-usual anteriormente.
A resposta de Chacinski foi direta. Cerca de duas semanas antes do encontro em Szczecinek, alguma coisa estranha havia acontecido em sua casa. Era por volta da meia-noite e Lech e sua mulher assistiam TV. Sua atenção foi atraída por um tipo de ponto de luz, de cerca de 3cm de diâmetro, movendo-se horizontalmente da esquerda para direita correndo junto ao topo da parede, próximo ao teto. Lech não disse nada, mas ao continuar a olhar o ponto de luz ele se sentiu magnetizado. De repente o ponto de luz desceu à altura de sua cabeça e vôou direto de encontro a ele, indo diretamente ao seu olho esquerdo. Ele correu ao banheiro, lavou os olhos vigorosamente com água fria e voltou à sala. Ele perguntou à esposa se ela havia visto algo estranho, mas ela disse que não.

Fonte: BLT Research

Autor: - Categoria(s): avistamento, contato imediato, Disco Voador, reportagem, universo, vida extraterrestre inteligente Tags: , ,
Voltar ao topo