Publicidade

Publicidade

13/11/2009 - 13:09

Leitor envia relato de OVNI sobre SP na noite do apagão

Compartilhe: Twitter

Segue relato da testemunha:

“Na madrugada do dia 11 de novembro de 2009, durante o apagão que atingiu grande parte do país, eu estava deitado na minha cama navegando e checando meus e-mails através do meu celular. A persiana do meu quarto estava excepcionalmente aberta, geralmente a mantenho fechada porque a claridade que vem de fora atrapalha, mas tudo estava escuro lá fora. Enquanto mexia no celular notei uma luz surgindo acima do outro bloco do edifício em que moro, e naturalmente olhei para ela. Pela quantidade de luzes parecia ser um avião, mas achei estranho e olhei a hora no celular que marcava 0h45, o que me deixou surpreso, pois as 23 horas não há mais tráfego aéreo. Levantei e fui até a janela considerando então a hipótese de que talvez fosse um helicóptero, muitos sobrevoaram a região nesta noite, provavelmente fazendo cobertura televisiva sobre o blackout. Para minha surpresa não era helicóptero, e também não era nenhum avião. Por alguns segundos, enquanto ainda estava perto, pude ver claramente que se tratava de um objeto escuro, negro, de forma retangular, com 4 luzes brancas de brilho constante em cada ponta e 2 luzes vermelhas que piscavam de maneira diferente uma da outra na parte de baixo. Tentei filmar o objeto com o celular, mas não consegui captar nada. Não faço idéia de que altura estava, mas estava bastante baixo. Não havia som algum e me pareceu ser menor e mais rápido que um avião comercial. A medida que foi se afastando não consegui mais ver a parte sólida e escura do objeto, somente suas luzes vermelhas que piscavam e as brancas estáticas. O objeto surgiu a leste dirigia-se rumo a oeste e o observei até que ele desapareceu no horizonte. Tudo isso durou cerca de 1 minuto e meio. ”


Ilustração do OVNI feita pela testemunha

Meus agradecimentos ao leitor Fabio por enviar a ilustração e seu interessante relato ao blog.

Autor: - Categoria(s): avistamento Tags: , ,
15/04/2009 - 20:04

Moradores voltam a temer OVNIs em Itatira

Compartilhe: Twitter

Os 17.689 habitantes de Itatira estão evitando andar a noite pelas estradas com medo dos objetos não identificados

Objeto fotografado no céu de Itatira. Segundo moradores, ele se move rápido e irradia uma luz forteOs Objetos Voadores Não Identificados (OVNIs) estão de volta a esta cidade, nos Sertões de Canindé. Moradores das localidades de Contendas, Arisco, Conjunto Novo e Volta da Jurema estão apavorados com a presença dos objetos que voltaram a ocupar o espaço nos céus da região, nos últimos dois meses. Os 17.689 habitantes estão evitando andar à noite pelas estradas.

Donas-de-casa, agricultores, estudantes, comerciantes, vaqueiros e motoristas afirmam que já viram objetos luminosos durante a noite em cores azul, vermelha e amarela. Todos na região descrevem da mesma maneira. O objeto se move rápido, irradia uma luz forte, provoca um calor enorme e não emite barulho.

Segundo a estudante Luciana Cristina, 17 anos, que reside na comunidade de Contendas, o objeto luminoso surge do nada e irradia uma luz de cor laranja bem forte a ponto de aumentar a temperatura do corpo em segundos. “Foram diversas aparições, mas só consegui fotografar uma, no dia 28 de março, às 20h30, deste ano”, disse. “Muitas pessoas já viram esse objeto estranho, não sabemos precisar o que realmente é, mas que deixa muito medo”.

O vaqueiro Adenil Braga dos Santos, 34 anos, ficou três dias sem dormir impressionado com o que viu numa viagem a cavalo de Marcajá, região de Santa Quitéria, para sua residência, no Conjunto Novo, na sede de Itatira. “Era uma luz de cor vermelha, que emitia um calor intenso e, quanto mais eu corria, mais ela me seguia, foi uma noite de pânico”. Quem também jura que viu o objeto luminoso é o evangélico Maximiano Carmo, 82 anos. Segundo ele, uma luz emitiu uma onda de calor sobre ele. “Meu neto gritou: vô, olha a luz e quando olhei para cima desmaiei devido à quentura sobre meu corpo ser acima do normal”.

Formato do objeto

Em Contendas, Maria Gomes Anunciação, 73 anos, descreve o formato do objeto. “Uma luz vermelha que clareou a madeira, foi jogada sobre meu corpo. Tive que me abrigar sobre uma árvore para evitar o pior”, conta ela, que vinha da casa de uma amiga. Sua filha, Maria José Duarte, 43 anos, diz que já viu três vezes. “Começou pequena, do tamanho de uma estrela, com uma cor avermelhada, depois foi formando, aumentou e ficou azul paralisado no ar e após ficar cinza sumiu”.

Um depoimento que chama atenção é do empregado da Prefeitura de Itatira, Antônio Cavalcante, 39 anos. Ele disse que viu o objeto na localidade de Volta da Jurema. “É tipo um avião de 3 a 4 metros de comprimento. Redondo e comprido. A sua fuselagem é cor prata, tem vidros azuis na frente e um trem de pouso preto”. Ele chegou a desenhar o objeto para provar o que viu. “Emite uma luz vermelha que causa calor intenso, tem cor azul”. Segundo ele, a perseguição durou em torno de 23 minutos. “Fiquei com muito medo. Esse jogo de luz me causou problemas até para dormir. Estou sem conseguir repousar tranquilo há três meses”, contou.

José Wilson, da comunidade de Ariscos, perdeu o tempo da marcha de sua moto ao ser perseguido pelo objeto luminoso e teve que jogar o transporte dentro do mato. “Este aparelho, que não sei explicar o que é, ficou jogando uma luz forte sobre minha moto por mais de 15 minutos. Fiquei escondido debaixo de uma árvore. O diâmetro da luz gira em torno de 8 metros, e tomou toda a estrada”, disse. “Quando tentei ir para casa, a bateria da moto estava descarregada”.

O ufólogo Agobar Peixoto explica que, de 10 em 10 anos, os objetos se concentram numa área, fazendo uma varredura no Ceará. Esses objetos são do tamanho de um carro normal e emite uma energia luminosa muito forte.

Em Itatira, já foram registradas 273 aparições de 21 de novembro de 2008 até a data de 8 de abril de 2009.

Fonte: Diário do Nordeste

Autor: - Categoria(s): avistamento em massa, foto Tags: , , , , ,
11/04/2009 - 08:00

Avistamento de objeto em forma de bumerangue

Compartilhe: Twitter

Objeto foi avistado em Maricá, Rio de Janeiro

Por Emiliano Fonseca

Há muitos anos que não me interesso pelo fenômeno UFO, e mesmo tendo um avistamento de quando tinha em torno de sete ou oito anos e vivia no sul da Bahia. O tempo passou e a necessidade de me dedicar à minha profissão e à minha vida corriqueira me distanciou mesmo desse assunto que outrora me empolgava.

Entretanto, cerca de 40 anos depois, vivi de novo esta experiência, só que com o olhar de um adulto, consciente e já com certa bagagem visual para analisar as coisas.

Ocorre que moro no bairro de Itapuaçu, município de Maricá – RJ, num lugar onde o céu é limpo e nas noites quentes de verão, especialmente com o céu sem nuvens, passei a deitar às vezes com minha filha, hoje com oito anos no deque da piscina para admirar o céu e ver muitas estrelas cadentes, coisa linda principalmente com as luzes apagadas.

Pois bem, numa noite dessas, no mês de fevereiro de 2009, no começo não me liguei muito em tomar os dados, pois, como já disse, tinha me distanciado desses fenômenos, apaguei as luzes do quintal e deitei no deque. Bem no momento que estava deitando, e já olhando para o céu, me arrepiei todo com o que vi: Um objeto em formato de bumerangue, não muito alongado, de cor levemente salmão, com iluminação leve por todo seu corpo, e com linhas de iluminação um pouco mais intensa na direção do movimento que fazia.

Cruzou o céu numa velocidade magnífica, me levantei rápido, pois seu movimento foi na direção do pinheiro perto da casa, e tentei acompanhar seu movimento, mas o objeto ziguezagueou e continuou em alta velocidade sumindo acima do telhado da casa.

O movimento foi na direção do oeste para leste, numa altura provavelmente igual à de um avião a jato, e numa velocidade muito superior à de um avião, mas bem menor do que a das estrelas cadentes quando rasgam o céu.

Analisei isso tudo extasiado com o que vi e pensei: não tem como um ser humano estar dentro desta coisa, pilotando nesta velocidade. Estou acostumado a ver os aviões no céu e penso justamente nisso: apesar de velocidades que vão de 400 a 800 km/h eles cruzam o céu lentamente, dado a distância que estão de nós.

Este objeto cruzou o céu numa velocidade espetacular, com definição clara de sua forma, iluminação discreta, que só foi possível ver dado à coincidência do momento e das condições do local.

 
Ilustração aproximada do objeto

Fonte: CUB Brasil

Autor: - Categoria(s): avistamento Tags: , , , , ,
14/02/2009 - 13:00

Jovem do RS afirma ter sido atacada por lobisomem

Compartilhe: Twitter

Segundo descrição da vítima, criatura era parecida com cachorro grande.
Polícia procura suspeito que teria usado fantasia para atacar mulher.

Moradores de São Sepé (RS) têm um motivo a mais para temer esta sexta-feira (13). Além do azar e dos estranhos acontecimentos atribuídos ao dia, um ‘lobisomem’ estaria à solta. Uma das possíveis vítimas, de 20 anos, registrou ocorrência na delegacia.

Vitima fez desenho do agressorSegundo a Polícia Civil, Kelly Martins Becker afirma ter sido atacada, na noite de 28 de janeiro, por um bicho parecido com um cachorro grande, que ficava apoiado nas patas traseiras e andava como se fosse um homem. Ela chegou a fazer um rascunho para descrever a criatura.

De acordo com a ocorrência registrada, o agressor teria arranhado o rosto e os braços da vítima. A polícia informou que Kelly foi submetida a um exame de corpo de delito, no qual foram constatadas as escoriações.

A polícia afirma que irá investigar se alguém está usando uma fantasia de lobisomem para assustar a população. Nenhum suspeito foi detido até a manhã desta sexta-feira.

Pelo país

Outros casos semelhantes ao de São Sepé foram registrados. Na zona rural de Tauá (CE), moradores procuraram a polícia em julho de 2008, assustados com aparições de um indivíduo “meio homem e meio lobo”, que estaria furtando ovelhas e arrombando residências.

Na época, a Polícia Civil investigou o caso, suspeitando de uma quadrilha que estaria usando fantasias para assustar os moradores e cometer crimes. O caso, apelidado de “o mistério da meia-noite”, passou a ser tratado com humor na cidade.

Em abril de 2008, alguns moradores de Santana do Livramento (RS) também passaram por momentos de terror com ataques do “Homem da Capa Preta”. Sem conseguir nada de concreto sobre as aparições da figura, a polícia encarou os registros como folclore.

Fonte: G1

Autor: - Categoria(s): criptozoologia, Sem categoria Tags: , , , , , ,
Voltar ao topo