Publicidade

Publicidade

11/04/2009 - 08:00

Avistamento de objeto em forma de bumerangue

Compartilhe: Twitter

Objeto foi avistado em Maricá, Rio de Janeiro

Por Emiliano Fonseca

Há muitos anos que não me interesso pelo fenômeno UFO, e mesmo tendo um avistamento de quando tinha em torno de sete ou oito anos e vivia no sul da Bahia. O tempo passou e a necessidade de me dedicar à minha profissão e à minha vida corriqueira me distanciou mesmo desse assunto que outrora me empolgava.

Entretanto, cerca de 40 anos depois, vivi de novo esta experiência, só que com o olhar de um adulto, consciente e já com certa bagagem visual para analisar as coisas.

Ocorre que moro no bairro de Itapuaçu, município de Maricá – RJ, num lugar onde o céu é limpo e nas noites quentes de verão, especialmente com o céu sem nuvens, passei a deitar às vezes com minha filha, hoje com oito anos no deque da piscina para admirar o céu e ver muitas estrelas cadentes, coisa linda principalmente com as luzes apagadas.

Pois bem, numa noite dessas, no mês de fevereiro de 2009, no começo não me liguei muito em tomar os dados, pois, como já disse, tinha me distanciado desses fenômenos, apaguei as luzes do quintal e deitei no deque. Bem no momento que estava deitando, e já olhando para o céu, me arrepiei todo com o que vi: Um objeto em formato de bumerangue, não muito alongado, de cor levemente salmão, com iluminação leve por todo seu corpo, e com linhas de iluminação um pouco mais intensa na direção do movimento que fazia.

Cruzou o céu numa velocidade magnífica, me levantei rápido, pois seu movimento foi na direção do pinheiro perto da casa, e tentei acompanhar seu movimento, mas o objeto ziguezagueou e continuou em alta velocidade sumindo acima do telhado da casa.

O movimento foi na direção do oeste para leste, numa altura provavelmente igual à de um avião a jato, e numa velocidade muito superior à de um avião, mas bem menor do que a das estrelas cadentes quando rasgam o céu.

Analisei isso tudo extasiado com o que vi e pensei: não tem como um ser humano estar dentro desta coisa, pilotando nesta velocidade. Estou acostumado a ver os aviões no céu e penso justamente nisso: apesar de velocidades que vão de 400 a 800 km/h eles cruzam o céu lentamente, dado a distância que estão de nós.

Este objeto cruzou o céu numa velocidade espetacular, com definição clara de sua forma, iluminação discreta, que só foi possível ver dado à coincidência do momento e das condições do local.

 
Ilustração aproximada do objeto

Fonte: CUB Brasil

Autor: - Categoria(s): avistamento Tags: , , , , ,
Voltar ao topo