Publicidade

Publicidade

13/11/2009 - 13:09

Leitor envia relato de OVNI sobre SP na noite do apagão

Compartilhe: Twitter

Segue relato da testemunha:

“Na madrugada do dia 11 de novembro de 2009, durante o apagão que atingiu grande parte do país, eu estava deitado na minha cama navegando e checando meus e-mails através do meu celular. A persiana do meu quarto estava excepcionalmente aberta, geralmente a mantenho fechada porque a claridade que vem de fora atrapalha, mas tudo estava escuro lá fora. Enquanto mexia no celular notei uma luz surgindo acima do outro bloco do edifício em que moro, e naturalmente olhei para ela. Pela quantidade de luzes parecia ser um avião, mas achei estranho e olhei a hora no celular que marcava 0h45, o que me deixou surpreso, pois as 23 horas não há mais tráfego aéreo. Levantei e fui até a janela considerando então a hipótese de que talvez fosse um helicóptero, muitos sobrevoaram a região nesta noite, provavelmente fazendo cobertura televisiva sobre o blackout. Para minha surpresa não era helicóptero, e também não era nenhum avião. Por alguns segundos, enquanto ainda estava perto, pude ver claramente que se tratava de um objeto escuro, negro, de forma retangular, com 4 luzes brancas de brilho constante em cada ponta e 2 luzes vermelhas que piscavam de maneira diferente uma da outra na parte de baixo. Tentei filmar o objeto com o celular, mas não consegui captar nada. Não faço idéia de que altura estava, mas estava bastante baixo. Não havia som algum e me pareceu ser menor e mais rápido que um avião comercial. A medida que foi se afastando não consegui mais ver a parte sólida e escura do objeto, somente suas luzes vermelhas que piscavam e as brancas estáticas. O objeto surgiu a leste dirigia-se rumo a oeste e o observei até que ele desapareceu no horizonte. Tudo isso durou cerca de 1 minuto e meio. ”


Ilustração do OVNI feita pela testemunha

Meus agradecimentos ao leitor Fabio por enviar a ilustração e seu interessante relato ao blog.

Autor: - Categoria(s): avistamento Tags: , ,
Voltar ao topo